quarta-feira, 10 de setembro de 2008

583


nenhum de nós é feito, penso

pássaro

voar é sonho baixo
um besouro manco
percorre a passo
a janela – planície
ensolarada – do 583
e eu

e tudo é súbita
correspondência da palavra
espera; um sol que vai alto
de tontear os romeiros;
o dia, a ordem
do dia
via headphones

esperemos.

Um comentário:

epiderme letra e pelo disse...

Lendo seu blog... grata por todo o sentimento!