segunda-feira, 15 de outubro de 2007

Alice Sant´Anna


"naufragou. O ator
está nu está só
sem palco ou platéia
sob o sol de meio-dia (supõe)
não sabe se morre de tédio
inventando ampulhetas – é preciso
contar o tempo, segundos de areia
no horizonte encurvado. O ator
disfarça as ondas que quebram
e por pouco acredita que são
aplausos, súbito anoitecer e cair
do pano estrelado."

(Alice Sant´Anna)

Amanhã é ela no CEP 20.000, lá no Jóquei. Garanta já o seu ingresso, quem avisa amigo é.

Um comentário:

nome de quem? disse...

O ator não precisa de uma platéia para interpretar, ele já interpreta a sua vida, assim como o autor não precisa de platéia para escrever, ele escreve sem que alguém precise ler. Esse sim são profissionais bons, os outros que precisão de atenção... Ah, esses meu caro, esses são todo coração. Não escrevem e atuam para si, e sim para a multidão. São tão altruístas estes últimos que precisam dos aplausos...